Be Happy

CONTATO : VITORGENTIL@ICLOUD.COM

Bodyboard é um desporto onde o praticante desce a onda deitado numa prancha, que tem medidas (médias) de 38 polegadas a 42 polegadas (podendo haver maior ou menor). Para auxílio da prática do desporto, utilizam-se pés de pato (Fins) que servem para auxiliar na entrada para o outside, para a onda e na execução de manobras.

(Fonte: hme-photos, via surf4living)

(via surf4living)

surf4living:

one and only, rob machado

surf4living:

one and only, rob machado

(via surf4living)

Eddie Aikau

Filho de uma familia de vida simples e brava do Hawaii. Foi um surfista muito respeitado das ondas grandes. Morreu prematuramente aos 31 anos depois de sumir no oceano num acidente fatídico quando seu barco virou em alto mar. Ele e mais 27 tripulantes da Hokule’a (Embarcação produzida pela Sociedade Viajante da Polinésia em resgate a cultura das primeiras viagens a ilha) estavam fazendo a segunda travessia do Hawaii ao Taiti. Ele decidiu ir nadando sozinho até a ilha mais próxima em busca de ajuda e nunca mais voltou.

Atualmente é disputado um campeonato de ondas grandes em homenagem ao surfista, essa competição só ocorre quando as ondas em Waimea Bay alcançam 20 pés.

No Brasil, as primeiras pranchas chamadas de “tábuas havaianas” foram trazidas por turistas. A primeira prancha brasileira foi feita em 1938 pelos paulistas Osmar Gonçalves, João Roberto e Júlio Putz a partir de uma matéria de uma revista americana que dava medidas e o tipo de madeira a ser usada. Pesava 80kg e media 3,6m. Pouco antes (1934-1936), na praia de Santos, o americano naturalizado brasileiro Thomas Rittscher Jr. surfou as primeiras ondas do Brasil.

(via surf4living)

(Fonte: cannabisbeach, via surf4living)